Empossada primeira mulher e primeira negra na presidência do TJ-RS

 Empossada primeira mulher e primeira negra na presidência do TJ-RS

jurinews.com.br

Por Redação JuriNews
02/02/2022 15:11

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) terá em seu comando uma mulher pela primeira vez na história. A desembargadora Iris Helena Medeiros Nogueira tomou posse como presidente do Poder Judiciário em cerimônia realizada na tarde desta terça-feira (1º), em Porto Alegre. A desembargadora também é a primeira negra a presidir o TJ-RS.

“Pela primeira vez na história dos quase 150 anos da Corte desta casa, uma mulher discursa na posição de presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul. Esse fato muito me honra por representar o ápice de uma trajetória de vida embasada sempre no respeito às pessoas e na busca incessante pelo conhecimento”, disse, sob aplausos.

Em sua posse, a nova presidente do TJ-RS ressaltou que pretende dar continuidade ao trabalho do ex-presidente Voltaire, que precisou lidar com questões como as dificuldades impostas pela pandemia e o ataque hacker ao sistema judiciário gaúcho.

“Estaremos definitivamente abertos ao diálogo sem, contudo, deixarmos de garantir nossa independência e toda a proteção necessária e inerente ao poder responsável por solucionar conflitos de toda ordem”, defendeu.

Além da presidente eleita, integram a gestão no biênio 2022/2023 os desembargadores Alberto Delgado Neto (1º vice-presidente), Antonio Vinicius Amaro da Silveira (2º vice-presidente), Lizete Andreis Sebben (3ª vice-presidente) e Giovanni Conti (Corregedor-Geral da Justiça). Por conta das restrições impostas pelo agravamento da pandemia, a posse contou com um número menor de convidados, entre eles o governador Eduardo Leite.

A votação aconteceu por meio do sistema virtual do TJ-RS no início de dezembro, com a participação de 136 desembargadores. No total, 71 votaram em Iris, que venceu o desembargador Tasso Caubi Soares Delabary. Ela substituirá o desembargador Voltaire de Lima Moraes, que apoiou sua candidatura.

Perfil

Natural de Pelotas, no Sul do estado, Iris Helena se graduou em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), em 1981. A magistrada ingressou no Judiciário como pretora, em 1985, assumindo como juíza em 1986. Desde então, ela atuou nas comarcas de Santa Rosa, Campina das Missões, Espumoso, São Jerônimo e Porto Alegre.

Iris Helena Medeiros Nogueira se tornou desembargadora em 2004 e foi Corregedora-Geral de Justiça entre 2016 e 2017.

O Judiciário era, até então, o único dos três poderes do estado a nunca ter sido comandado por uma mulher. A ex-governadora Yeda Crusius (PSDB) liderou o Executivo entre 2007 e 2010. A deputada Silvana Covatti (PP) foi a primeira mulher à frente do Legislativo, ao presidir a Assembleia em 2016.

Com informações do G1

Deixe um comentário
Leave a Comment