Advocacia

Seccionais da OAB congelam anuidades para 2021. Confira os valores por Estado

 Seccionais da OAB congelam anuidades para 2021. Confira os valores por Estado

jurinews.com.br

Por Redação JuriNews
28/12/2020 - 15:12

A pandemia da Covid-19 atingiu em cheio a advocacia brasileira. Em meio aos efeitos da crise sanitária e econômica, as seccionais estaduais da Ordem dos Advogados do Brasil decidiram manter os os valores de suas anuidades para 2021.

Levantamento da JuriNews mostra o valor cobrado em cada Estado, levando em consideração o valor nominal, sem descontos, para o exercício 2021.

Os advogados inscritos na OAB do Distrito Federal vão continuar pagando a anuidade mais barata do país: R$ 800.

Em segundo lugar no ranking de menor anuidade está Alagoas (R$ 810), seguido por Maranhão e Amapá empatados no valor de R$ 830.

Os advogados pernambucanos pagam a quinta anuidade mais barata (R$ 834). Já os advogados sergipanos pagam um real a mais: R$ 835.

Considerado as seccionais por região, os advogados do Nordeste pagam as anuidades mais baixas do país. Entre os 11 estados com a menor anuidade, 7 são do Nordeste. Apenas dois estados cobram anuidade acima de R$ 900 na região: Rio Grande do Norte (R$ 950) e Piauí (R$ 958).

MAIORES ANUIDADES

Os advogados gaúchos vão continuar pagando a anuidade mais cara do país: R$ 1.154,00, seguido pelos advogados goianos que terão de pagar R$ 1.128,24.

Em mais quatro estados os advogados precisam desembolsar mais de R$ 1.000 reais para se manter em dia nas seccionais da OAB de Santa Catarina (R$ 1.071), Roraima (R$ 1.025,40), Mato Grosso do Sul (R$ 1.018) e Rio de Janeiro (R$1.017).

São Paulo vem logo em seguida com o valor de R$ 997 e por menos três reais vem o Paraná (R$ 994).

Considerando as seccionais por região, os advogados que atuam no Sul do Brasil pagam as anuidades mais caras do país.

Confira o valor cobrado por cada Seccional para 2021 (valor nominal, sem descontos):

Distrito Federal – R$ 800,00

Alagoas – R$ 810,00

Maranhão – R$ 830,00

Amapá – R$ 830,00

Pernambuco – R$ 834,00

Sergipe – R$ 835,00

Espírito Santo – R$ 843,60

Bahia – R$ 850,00

Paraíba – R$ 850,00

Amazonas – R$ 880,00

Ceará – R$ 883,00

Pará – R$ 900,00

Mato Grosso – R$ 909,00

Minas Gerais – R$ 928,00

Rondônia – R$ 928,00

Tocantins – R$ 940,00

Rio Grande do Norte – R$ 950,00

Piauí – R$ 958,00

Acre – R$ 974,00

Paraná – R$ 994,00

São Paulo – R$ 997,00

Rio de Janeiro – R$ 1.017,00

Mato Grosso do Sul – R$ 1.018,00

Roraima – R$ 1.025,40

Santa Catarina – R$ 1.071,00

Goias –  R$ 1.128,24

Rio Grande do Sul – R$ 1.154,00

Deixe um comentário
1 Comment