Justiça

Ministro destaca trabalho do ‘Caminhos da Justiça’ em prol dos reeducandos

 Ministro destaca trabalho do ‘Caminhos da Justiça’ em prol dos reeducandos

jurinews.com.br

Por Redação JuriNews
19/11/2020 - 08:11

Em comunicação enviada pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, ao presidente do TJRN, desembargador João Rebouças, e lida no expediente da sessão administrativa da Corte Estadual de Justiça, na sessão dessa quarta-feira (18), o magistrado do tribunal superior ressaltou o trabalho desenvolvido pelo programa “Caminhos da Justiça”, coordenado pela juíza Lena Rocha, criadora desta iniciativa há 23 anos. O membro do STJ citou ações da equipe responsável pelo programa durante a pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19).

Noronha mencionou diversos projetos tocados pelo “Caminhos da Justiça”, sempre com foco na ressocialização dos educandos, na geração de renda e oportunidades para os egressos do sistema prisional. Lembrou a atuação da equipe do programa no sentido de distribuir máscaras de proteção e álcool em gel para populações vulneráveis, no decorrer dos meses de pandemia.

Frisou também, o financiamento, sem juros, para os ex-apenados e a doação de camisas e sandálias para pessoas, sem condições financeiras, que precisam se apresentar, de forma digna, diante de um juiz em audiências de custódia. Segundo ele, uma ação que, por seu alcance social, chamou a atenção do TJ de São Paulo.

O ministro destacou a importância de registrar este voto de louvor em favor da magistrada Lena Rocha, responsável pela 10ª Criminal da Comarca de Natal. As palavras do integrante do STJ foram corroboradas pelos desembargadores.

“Ratifico com satisfação o reconhecimento pelo ministro do trabalho da juíza Lena Rocha”, destacou o corregedor geral de Justiça, desembargador Amaury Moura. A desembargadora Judite Nunes disse que a magistrada é mais uma profissional da área que engrandece a Justiça potiguar.

E o presidente da Associação dos Magistrados do Rio Grande do Norte (Amarn), Herval Sampaio, acrescentou que o reconhecimento “é motivo de muito orgulho para a magistratura potiguar”.

Deixe um comentário
Leave a Comment