BONIFICAÇÃO?: Desembargador que xingou advogada será eleito presidente do TRT-SC

 BONIFICAÇÃO?: Desembargador que xingou advogada será eleito presidente do TRT-SC

jurinews.com.br

Por Redação JuriNews
06/10/2021 - 15:10

O desembargador José Ernesto Manzi é candidato único a presidente do Tribunal Regional do Trabalho de Santa Catarina (TRT-12). Ele deverá ser eleito pelos seus pares em sessão marcada para o dia 11 de outubro.

Tudo normal até então se não fosse o fato de que o futuro presidente do TRT de Santa Catarina está sendo investigado pelo CNJ por ofensa proferida contra uma advogada durante julgamento por videoconferência.

Lembra dele? Foi aquele que não percebeu que seu microfone estava ligado e xingou a advogada que participava do julgamento: “…isso, faz essa carinha de filha da puta que você já vai…”

Em contato com a JuriNews, advogados catarinenses dizem que a ascensão de José Ernesto Manzi à Presidência do TRT-SC, poucos dias após o CNJ abrir processo de investigação, está mais para uma bonificação do que para qualquer punição que venha a sofrer.

Ao decidir pela abertura de processo administrativo disciplinar contra o desembargador, a corregedora nacional de Justiça, ministra Maria Thereza Rocha de Assis Moura, apontou a existência de elementos que demonstram a suposta prática de infrações disciplinares, que afrontariam a Lei Orgânica da Magistratura (Loman), como também o Código de Ética da Magistratura Nacional.

“A sociedade espera de um agente público, de um magistrado, que ele aja de forma correta, ética, cordata, e que respeita as boas maneiras. Os termos que foram utilizados ferem o decoro da função do magistrado e devem ser combatidas no âmbito administrativo”, afirmou a corregedora.

Deixe um comentário
Leave a Comment