Bastidores da Ordem

COMBATE AO ASSÉDIO: OAB-AL lança campanha em favor das advogadas com apoio do Executivo, Judiciário e MP

 COMBATE AO ASSÉDIO: OAB-AL lança campanha em favor das advogadas com apoio do Executivo, Judiciário e MP

jurinews.com.br

Por Redação JuriNews
10/05/2022 16:02

Um mal que historicamente mina a dignidade das mulheres, mas que só recentemente vem sendo trazido a público, o assédio moral e sexual é foco de campanha lançada pela Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB-AL), com apoio dos Poderes Executivos e Judiciário e Ministério Público estadual.

Com o objetivo de combater a prática abusiva a advogadas nos diversos ambientes em que a categoria circula durante o exercício da profissão, a campanha terá caráter permanente e visa conscientizar homens e mulheres do serviço público e dos órgãos do Judiciário.  

O lançamento da campanha aconteceu nesta segunda-feira (9), na capital Maceió, e contou com a participação dos chefes de todos os órgãos da Justiça em Alagoas, do governador do Estado, Klever Loureiro, e da presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada da OAB, Cristiane Damasceno, além de reunir advogadas e advogados de todo o estado.  

“Nós, mulheres, ainda somos muito assediadas, e grande parte desse assédio se dá nos ambientes de trabalho da advocacia. A situação se agrava quando são mulheres negras. Os maiores assediadores, infelizmente, são homens e precisamos ter um combate efetivo, porque quando o bem não age, o mal prevalece”, declarou a advogada Rachel Ramalho, presidente da Comissão da Mulher Advogada (CMA) da OAB Alagoas, responsável pela campanha no estado.

As ações de conscientização serão realizadas durante toda a gestão atual da Ordem e em todo o estado, através das subseções da OAB no interior. “Iremos a todas as varas de Justiça, a todas as delegacias de polícia de Alagoas. Esse evento de hoje é só o pontapé inicial de um movimento que vai se capilarizar no estado para combater esse mal, que adoece toda a sociedade”, explicou Ramalho.

Para a presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada do Conselho Federal da OAB, Cristiane Damasceno, é preciso falar sobre o assunto, dar atenção e levar o debate a todos da sociedade. “A gente já sabe que o assédio moral mata, adoece as pessoas. E muitas vezes nós não temos com quem falar, e isso que é grave. Hoje, a instituição, que está sob a liderança do presidente nacional Beto Simonetti, teve a coragem de trazer esse assunto à luz. E as 27 seccionais e Caixas de Assistência apoiam integralmente esse projeto, porque a consciência e a educação movem e modificam o mundo”, destacou.

A advogada Alessandra Cavalcante, membro da CMA de Alagoas, ressaltou que é preciso educar a população para que as mulheres saibam denunciar o assédio: “A campanha também levará ao conhecimento das mulheres os instrumentos para coibir o assédio, a fim de encorajar principalmente as advogadas jovens e de dizer a elas que temos, em Alagoas, uma instituição forte e uma comissão atuante para auxiliá-las nesses casos”.

Recentemente, a OAB Alagoas aprovou a instituição da Comissão da Mulher Advogada como comissão permanente da entidade, sem riscos de extinção após o fim do mandato atual. O fato foi lembrado pelo presidente da Ordem, Vagner Paes, ao falar sobre o compromisso da instituição para com as mulheres. “Essa campanha ficará para a posteridade da advocacia alagoana, pois deixará um legado no combate ao assédio em todo o país. Sem diálogo, sem a construção de pontes entre instituições tão importantes como as que aqui estão presentes, a gente não consegue chegar tão longe. Para vencer essa guerra, porque o combate ao assédio é, sim, uma guerra, o diálogo que a OAB estabelece nessa campanha é fundamental”, declarou.

O governador em exercício de Alagoas, Klever Loureiro, afirmou que é inaceitável, nos dias atuais, que as mulheres ainda tenham que lidar diariamente com situações de assédio. “Se invertêssemos as situações que as mulheres sofrem, nós, homens, iríamos suportar? Fica aí a indagação. E no que depender desse governo transitório, no qual estou como governador, e do Poder Judiciário sempre serei receptivo nas questões inerentes à proteção da mulher”, disse.

Participaram do evento o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador José Carlos Malta Marques; o presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (TRT/AL), desembargador Marcelo Vieira; o procurador-geral do Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL), Márcio Roberto Tenório de Albuquerque; e a desembargadora do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL, Jamile Coelho.

Com informações da OAB-AL

Deixe um comentário
Leave a Comment