Memória Uma breve retrospectiva das 5 últimas eleições da OAB no Rio Grande do Norte

A Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte completou 85 anos de história. Em ano de eleição para a Seccional potiguar, é tempo de rememorar fatos que marcaram essa trajetória. 

A OAB-RN foi administrada ao longo dos últimos 85 anos por grandes advogados, entre os quais: Francisco Ivo Cavalcanti (1932); João Medeiros Filhos (1941); Djalma Aranha Marinho (1946); Carlos Antônio Varela Barca (1979); Mário Moacir Porto (1983); Helio Xavier de Vasconcelos (1993); e, Valério Djalma Cavalcanti Marinho (2001), que foi o precursor das grandes disputas da classe dos advogados no Rio Grande do Norte 

A seguir, uma breve retrospectiva das cinco últimas eleições da OAB-RN. 

1998 - A eleição de 1998 foi marcada pela composição de uma chapa única, que resultou na ascensão do advogado Caio Graco Pereira de Paula à Presidência da instituição, de 01/02/1998 a 01/02/2001.

2001 - Porém, na eleição seguinte, venceu a disposição do então vice-presidente Valério Djalma Cavalcanti Marinho de romper com o grupo dominante dos últimos 20 anos e disputar o pleito da OAB-RN. Na sua trajetória vitoriosa, em que derrotou o candidato da situação Jorge Galvão, contou com o apoio decisivo do então advogado Emmanoel Pereira (hoje ministro do TST). Ninguém esperava a vitória de Valério Marinho que, na época, foi considerada uma grande surpresa.

2004 - A eleição seguinte marcou a história da OAB-RN. Quatro chapas se inscreveram para a disputa e, a apenas 10 dias do pleito, houve um “acordão” de três chapas para derrotar Erick Pereira, candidato do então presidente Valério Marinho. Luiz Gomes e Adilson Gurgel  fizeram um acerto para provocar as renúncias coletivas das respectivas chapas, estratégia que ajudou a eleger Joanilson de Paula Rego, o qual não completou seu mandato na presidência da OAB-RN em razão da renúncia para ser candidato a senador da República;

2007 - Na eleição seguinte, o mesmo grupo elegeu Paulo Eduardo Teixeira, reeleito até 2013 e com a gestão marcada pela realização da XX Conferência Nacional dos Advogados, pela primeira vez no Rio Grande do Norte.

2013 - Nessa eleição, o mesmo grupo também foi bem sucedido em eleger Sérgio Freire, o qual teve uma das gestões mais democráticas da OAB-RN, inclusive, com a implantação da eleição direta para o Quinto Constitucional;

2016 - A elogiada gestão de Sérgio Freire conseguiu fazer o sucessor, Paulo Coutinho, atual presidente da OAB-RN, cuja gestão vem sendo criticada pelo aumento excessivo da anuidade dos advogados, considerada uma das mais caras do Brasil.

Feito esse registro para rememorar a história das últimas eleições na OAB-RN para os advogados com inscrições mais recentes, agora resta aguardarmos os acontecimentos das eleições deste ano que se iniciou.

 

 

+ Leia também

VOLTAR