Pandemia Advogados são proibidos de prestar atendimento em presídios federais

Foi publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira (26), a portaria 28/20, que suspende as visitas, atendimentos de advogados, atividades educacionais e de trabalho, assistências religiosas e as escoltas dos presos custodiados nas penitenciárias Federais, como forma de prevenção ao coronavírus, por 30 dias.

A medida considerou que a situação demanda o emprego urgente de medidas de prevenção e controle de riscos, danos e agravos à saúde dos servidores, prestadores de serviço, colaboradores, autoridades e presos a fim de evitar a disseminação da doença no âmbito penitenciário Federal.

Segundo a portaria, as penitenciárias deverão ainda adotar as providências necessárias para promover o máximo isolamento dos presos maiores de 60 anos ou com doenças crônicas durante as movimentações internas nos estabelecimentos.

 

 

+ Leia também

VOLTAR