Ordem do Mérito Judiciário Sindicato dos servidores requer ao TRT-RN exclusão de homenageados

Após os magistrados do Trabalho apresentar requerimento ao Conselho de Administração da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho da 21ª Região para que sejam excluídos do rol de agraciados o deputado federal Rogério Marinho e o empresário Nevaldo Rocha, agora foi a vez do sindicato que representa os servidores da Justiça do Trabalho potiguar requerer também a exclusão dos mesmos homenageados. 

Veja nota do Sintrajurn: 

O Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal no Rio Grande do Norte (Sintrajurn) repudia veementemente a decisão do Conselho de Administração da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho da 21ª Região de conceder a ordem “Djalma Aranha Marinho” ao Deputado Federal Rogério Marinho e ao empresário Nevaldo Rocha.

A Ordem do Mérito é uma homenagem institucional e a atuação do empresário e do deputado em relação ao melhoramento das condições das diversas categorias trabalhadoras não condiz com merecimento de tal comenda. É de conhecimento público que o deputado federal Rogério Marinho, relator da Reforma, fez uma verdadeira destruição na legislação trabalhista.

Em nome da “modernização das leis”, o legislador permitiu que mulheres grávidas sejam expostas a condições insalubres de trabalho, que trabalhadores em geral fiquem sujeitos a receber menos que o mínimo (através do trabalho intermitente), além de outros absurdos.

Também é público e notório que Nevaldo Rocha é presidente de um dos grupos de maior demanda em causas trabalhistas no RN, além de ser pai de Flávio Rocha, empresário que lançou o manifesto “Brasil 200” como plataforma para a futura eleição presidencial que, em seu item 7 diz: EMPREENDEDORES E COLABORADORES NÃO SÃO INIMIGOS, ELES COOPERAM PELO CRESCIMENTO NA NAÇÃO. A JUSTIÇA DO TRABALHO DEVE SER EXTINTA.

Os servidores do judiciário federal no RN esperam que a decisão seja revista e que o TRT 21 não manche a história da homenagem Mérito Judiciário do Trabalho “Djalma Aranha Marinho” com esse grave equívoco.

Em síntese, este Sindicato requer a exclusão dos nomes de Nevaldo Rocha e Rogério Marinho do rol de homenageados.

SINTRAJURN

 

 

+ Leia também

VOLTAR