Eleições OAB 2018 Nenhuma Seccional da OAB terá presidente mulher no próximo triênio

No próximo triênio, todas as seccionais da OAB do país serão presididas por homens. Em todos os 26 Estados e no DF, das mais de 70 chapas inscritas para concorrer às eleições de 2018, apenas nove eram encabeçadas por mulheres. E destas, uma desistiu da candidatura à presidência às vésperas do pleito.

Os Estados nos quais mulheres concorreram à presidência da OAB foram: Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte e Rondônia. No Piauí, a advogada Geórgia Nunes concorreu ao cargo máximo diretivo da seccional, mas desistiu um dia antes da eleição e concorreu ao cargo de conselheira Federal pela chapa vencedora do pleito.

Vice-presidência

Apesar de as mulheres não ocuparem nenhum posto da presidência nas seccionais no próximo triênio, as advogadas são maiorias entre os eleitos para o cargo de vice-presidente das seccionais. Nos 26 Estados e no Distrito Federal, as mulheres ocuparão o total de 19 postos de vice-presidência.

Demais cargos

Na ocupação dos demais cargos diretivos (secretaria-Geral, secretaria-Geral Adjunta e tesouraria) há um maior equilíbrio entre ambos os gêneros. Já no Conselho Federal da Ordem, as mulheres ocuparão 16 das 81 vagas de conselheiros titulares.

Fonte: Migalhas

 

 

+ Leia também

VOLTAR