processos eletrônicos Mais dois gabinetes do TJ-RN alcançam marca de 100% digitais

Os gabinetes dos desembargadores Dilermando Mota e Judite Nunes são, respectivamente, a 8º e a 9º unidades do Tribunal de Justiça do RN a alcançarem a marca de 100% digitais, não havendo mais processos físicos conclusos ou pendentes de análise pelas unidades. Com isso, os gabinetes passam a trabalhar somente com processos eletrônicos do sistema PJe. O feito foi reconhecido na manhã desta quarta-feira (7) pelo presidente do TJ-RN, desembargador João Rebouças, que fez a entrega de certificados e dos selos de gabinetes 100% digitais aos magistrados e servidores.

João Rebouças frisou que o certificado é uma forma de agradecer ao empenho dos magistrados e servidores, sendo também uma forma de satisfação à sociedade sobre os julgamentos do Tribunal.

“O gabinete deu uma demonstração de esforço, de dedicação e responsabilidade. Por isso a Presidência está aqui reconhecendo isso e pedindo que esse esforço continue em prol dos jurisdicionados”, disse o presidente durante a entrega ao desembargador Dilermando Mota.

O desembargador Dilermando Mota agradeceu o empenho de sua equipe e lembrou que o presidente não apenas idealizou os gabinetes 100% digitais, como deu o exemplo, sendo a primeira unidade a alcançar a marca. “Isso nos estimulou, a todos os desembargadores e suas equipes. E houve aqui um esforço de produzir ao máximo no menor espaço de tempo, mas sempre conciliando produtividade com a distribuição de justiça”.

O magistrado pontuou que está prestes a completar dez anos como integrante da Corte de Justiça e refletiu sobre a forma de julgar. “Não temos que pensar em produtividade para oferecer a prestação jurisdicional ao jurisdicionado. Distribuir justiça não é como uma máquina, mas como o artista, é uma construção. É preciso encarnar esse senso de justiça quando se analisa um processo”.

Esforço conjunto

No gabinete da desembargadora Judite Nunes, o nono a alcançar o selo de 100% digital, o desembargador João Rebouças reforçou o agradecimento à equipe. “Estamos trazendo um certificado de parabéns aos servidores e a equipe da desembargadora Judite, por esse esforço e dedicação. Esperamos que isso continue em prol da sociedade e do jurisdicionado, com o reconhecimento de todos vocês pela Presidência”.

A desembargadora Judite Nunes frisou que o feito não teria sido alcançado sem a contribuição de todo o gabinete. “O mérito é de todos. Foi um esforço conjunto, da titular do gabinete ao estagiário. Todos contribuíram e deram o seu melhor, na medida de suas possibilidades”.

A magistrada lembra que os processos eletrônicos trazem maior celeridade aos julgamentos em relação aos autos físicos, beneficiando a população.

“Estamos muitos satisfeitos com isso e não vamos ficar só nessa vitória, esta foi uma primeira batalha”. A desembargadora Judite Nunes aponta que o próximo desafio a ser vencido é não ter processos há mais de 100 dias pendentes de julgamento. “Estamos trabalhando ininterruptamente para isso”.

Balanço

A meta da Presidência é que até outubro todos os 15 gabinetes do TJ-RN tenham zerado os processos físicos. O gabinete do próprio presidente, do vice-presidente, desembargador Virgílio Macêdo Jr, e do corregedor geral de Justiça, desembargador Amaury Moura Sobrinho, foram os primeiros a atingir a meta da nova gestão. Também receberam o reconhecimento os gabinetes da desembargadora Zeneide Bezerra e do desembargador Claudio Santos. Os gabinetes dos desembargadores Expedito Ferreira e Amílcar Maia já cumpriram a meta e receberão o selo na sequência.

Gabinetes já certificados:

João Rebouças

Virgílio Macêdo Jr

Amaury Moura Sobrinho

Zeneide Bezerra

Expedito Ferreira

Amílcar Maia

Claudio Santos

Dilermando Mota

Judite Nunes

Com informações do TJ-RN

 

 

+ Leia também

VOLTAR