IRA 2018 Indicadores da Justiça do Trabalho brasileira destacam desempenho do TRT-RN

Em 2018, o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) alcançou 196,2% de cumprimento do Índice de Redução do Acervo dos Maiores Litigantes (IRA). O dado faz parte do Relatório de Indicadores do Plano Estratégico da Justiça do Trabalho, referente ao ano de 2018, que reúne os resultados de todos os tribunais trabalhistas do país.

O documento foi apresentado nesta semana, em Brasília, durante a 2ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor).

Muitas das metas fixadas pelo CSJT para os Tribunais do Trabalho coincidem com as estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Segundo o documento, o TRT-RN obteve um índice de conciliação na fase de conhecimento de 105,6% e alcançou a marca de 132,4% de cumprimento do índice de processos julgados.

O Relatório mostra, também, que somente cinco Tribunais do Trabalho do país cumpriram a meta de Tempo Médio de Duração do Processo na Fase de Conhecimento (135 dias), dentre eles, o TRT-RN, que atingiu um resultado de 100,1%.

Além disso, o TRT potiguar obteve um índice de 106,5% de cumprimento do índice de processos antigos, que determinava a identificação e o julgamento, até 31/12/18, de pelo menos 90% dos processos distribuídos até 31/12/2016, nos 1º e 2º graus.

Houve, em 2018, por parte do TRT-RN, um desempenho positivo da ordem de 106,5% e um alcance de 102% nos índices de ações coletivas julgadas em 1º e 2º graus.

No que se refere à execução, o TRT-RN alcançou 146% de cumprimento da meta fixada pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

Além disso, o documento apresentado pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) mostra que o TRT-RN cumpriu em 124,8% o índice de execução do orçamento que foi disponibilizado para o ano passado.

Clique aqui e confira a íntegra do Relatório de Indicadores do Plano Estratégico da Justiça do Trabalho, referente ao ano de 2018.

 

 

+ Leia também

VOLTAR