Lista sêxtupla da advocacia “Campanha propositiva, limpa e transparente”, conclama presidente da Comissão Eleitoral do Quinto do TRT-RN

Iniciado o processo de escolha da lista sêxtupla para o Quinto Constitucional do TRT-RN, a Comissão Eleitoral dirigiu uma mensagem aos advogados que postulam à vaga de desembargador em reunião nesta sexta-feira (10). O presidente da Comissão Wlademir Capistrano detalhou as regras e o funcionamento do pleito que nos próximos 60 dias vai pautar a advocacia potiguar. 

“Estamos em um processo eleitoral para escolha de um desembargador, daquele que vai julgar processos dos trabalhadores das empresas do Rio Grande do Norte e de um colégio qualificado que é composto por advogados. Esperamos um processo limpo, transparente e equilibrado para que aquele que vier a ser nomeado desembargador tenha a legitimação de ter praticado uma campanha ética”, frisou o presidente da Comissão que também é composta pelos advogados Gleydson Oliveira, Kallina Flôr, Sérgio Freire e Marília Mascena.  

Para Capistrano, os candidatos devem se dirigir aos eleitores respeitando os limites e que possam expor o papel do desembargador egresso da advocacia, apresentar suas propostas, mostrar seu passado profissional e o que já fizeram pela advocacia para que isso legitime seu pedido de voto aos advogados do Rio Grande do Norte. “Não há razão para os advogados desvirtuarem desse modelo de uma campanha propositiva”, ponderou.

Após as explicações, a Comissão abriu para perguntas e apenas a candidata Lúcia Jales fez uma proposição garantindo que o informativo com a apresentação de todos os candidatos a ser disponibilizado no site e redes sociais da OAB-RN seja também encaminhado por email, o que foi prontamente aceito pela Comissão Eleitoral.

 

 

+ Leia também

VOLTAR