Eleição OAB-RN 2018 Ataque injustificável, diz professora sobre pedido de impugnação de sua candidatura

O pedido de impuganção do registro de candidatura de Ana Beatriz Presgrave ao Conselho Federal da OAB, apresentado pelo advogado Thiago Albuquerque, foi duramente criticado por apoiadores da chapa "Atitude OAB" que tem como candidato a presidente da OAB-RN Aldo Medeiros. 

Em contato com o JURINEWS, a professora da UFRN Ana Beatriz Presgrave disse que tem restrições para exercer atividades remuneradas mas não há incompatibilidade para o exercício da profissão e considerou a impugnação como um ataque injustificável. 

"Ainda não tive acesso aos autos, mas pelo que vi noticiado por aqui, trata-se do fato de eu ser professora com DE na universidade. Sou professora da prática jurídica e atuo como advogada no NPJ, exercendo atividades privativas da advocacia. Tenho restrições para exercer atividades remuneradas, mas não há incompatibilidade para o exercício da advocacia. A lei me permite de atuar “pro bono”, na defesa dos interesses de quem não pode contratar advogado particular. Acredito que a impugnação tenha por escopo uma tentativa de fragilizar uma candidatura forte, ética e transparente. Apresentar esse tipo de impugnação com bases sabidamente inverídicas representa um ataque injustificável a uma mulher advogada, professora e que defende incessantemente os pilares do Estado Democrático de Direito e a participação feminina na OAB!", opinou. 

O candidato a presidente da chapa "Atitude OAB" Aldo Medeiros saiu em defesa de Ana Beatriz Presgrave: "Só há uma explicação para o ataque desferido contra a professora Ana Beatriz Presgrave: a certeza que será uma conselheira federal de ATITUDE na defesa das mulheres advogados e do bom ensino jurídico", escreveu em seu perfil nas redes sociais.

 

 

+ Leia também

VOLTAR